Home > Marist World > Brazil: Projeto fortalece o brincar em escolas públicas de municípios do Paraná e Santa Catarina

 


Wherever you go

Rule of Life of the Marist Brothers


 



 


Social networking

Marist Brothers

RSS YouTube FaceBook Twitter

 

Today's picture

Guatemala: Catechists of the Liceo Guatemala

Marist Brothers - Archive of pictures

Archive of pictures

 

Latest updates

 


Calls of the XXII General Chapter



FMSI


Archive of updates

 

Marist Calendar

14 November

Saint Lawrence
1934: The Cause of Brother François was introduced in Rome

Marist Calendar - November

Projeto fortalece o brincar em escolas públicas de municípios do Paraná e Santa Catarina

 

Archive: 2019 | 2018 | 2017 | 2016 | 2015 | 2014 | 2013 | 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007 | 2006 | 2005 | 2004

17/05/2016: Brazil

 

Desenvolvido pelo Centro Marista de Defesa da Infância, iniciativa dará continuidade às formações para educadores, gestores e agentes da comunidade educativa

O Centro Marista de Defesa da Infância, da Rede Marista de Solidariedade, dá início neste mês de maio à segunda edição do projeto Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar na Escola, que tem como objetivo incidir na qualidade da Educação Infantil (CEIs e Pré-Escola) e do primeiro ano do Ensino Fundamental de escolas públicas, especialmente na Alfabetização, Letramento e Linguagem Matemática, por meio da formação presencial de educadores, voluntários e demais agentes da comunidade educativa. Nesta etapa do projeto, serão beneficiados os municípios paranaenses de Almirante Tamandaré, Colombo, Pinhais, São José dos Pinhais e Contenda, e o município catarinense de São José.

O projeto teve início com um seminário aberto a comunidade realizado no início do mês em Pinhais, com a temática “O Direito ao Brincar e o Território”, do qual participaram 265 profissionais dos seis municípios envolvidos, que atuam diretamente com crianças de 0 a 6 anos, das áreas de educação e assistência social, e demais representantes de equipamentos públicos que envolvem a Rede de Sistema de Garantia de Direitos. Ainda no mês de maio acontecerão eventos em São José dos Pinhais-PR (16/5), em São José-SC (17/5), Almirante Tamandaré-PR (18/5), e Colombo-PR (19/5). Ao todo, serão realizados dois seminários formativos, quatro encontros de Grupo de Trabalho, e um seminário aberto para encerrar as atividades desta etapa do projeto, em agosto.

“A continuidade do projeto tem o intuito de manter a mobilização da sociedade civil em ações de promoção e defesa das infâncias, levando para a discussão o direito ao brincar em diversos territórios. Esperamos resgatar todo o percurso formativo iniciado nos últimos dois anos para projetar novas ações de incidência política em prol da sustentabilidade do brincar nos municípios”, afirma Renata Costa, analista de assessoramento responsável pelo projeto.

O projeto
Entre 2014 e 2015, o projeto Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar na escola incidiu na qualidade da Educação Infantil (CEIs e Pré-Escola) e do primeiro ano do Ensino Fundamental de escolas públicas, especialmente em Alfabetização, Letramento e Linguagem Matemática, em 13 municípios dos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catariana e Rio Grande do Sul.

A realização da proposta acontece por meio da formação presencial de educadores, voluntários e demais agentes da comunidade educativa, e do acompanhamento e supervisão nas escolas participantes.

Principais resultados da primeira etapa do projeto Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar na Escola

- 267 escolas participantes;
- 267 projetos político pedagógicos reformulados;
- 419 projetos pedagógicos construídos;
- 7.260 crianças impactadas diretamente;
- 71.120 crianças impactadas indiretamente;
- 2.150 educadores participantes dos seminários e grupos de trabalho nas unidades de educação;
- 122 profissionais do Sistema de Garantia de Direitos envolvidos;
- 22 seminários formativos;
- 11 seminários abertos.
- 8.276 brinquedos fabricados pelos educadores;

Sobre a Rede Marista de Solidariedade
A Rede Marista de Solidariedade abrange programas, projetos e ações de promoção e defesa dos direitos das crianças e dos jovens desenvolvidos em todas as áreas de atuação do Grupo Marista. A Instituição Marista tem status consultivo na Comissão de Direitos Humanos da ONU, por meio da Fundação Marista de Solidariedade Internacional. A rede desenvolve iniciativas para a efetivação dos direitos da criança, como o Centro Marista de Defesa da Infância. Representantes da Rede Marista de Solidariedade participam de conselhos, fóruns e redes nas áreas de educação, direitos da criança e do jovem, assistência social e saúde nos níveis municipais, estaduais e nacional. A rede também atende diretamente cerca de 16 mil crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, de maneira contínua, em 25 unidades sociais e nos programas de bolsas de estudo para a Educação Básica, Profissional e Ensino Superior. Outras informações, acesse: www.solmarista.org.br

Sobre o Grupo Marista - Província Brasil Centro-Sul
No Brasil desde 1897, o Instituto Marista divide-se em unidades administrativas no País. Uma delas é o Grupo Marista – presente no Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, na cidade de Goiânia e no Distrito Federal, além de filiais da FTD em nove estados – com atuação nas áreas de Educação, Solidariedade, Saúde e Comunicação, por meio de uma agremiação de organizações sem fins econômicos. Na Educação, seus colégios, centros técnicos e universidades formam mais de 60 mil pessoas anualmente e ampliam o conhecimento com a publicação de 34 milhões de livros em editoras próprias. A Rede Marista de Solidariedade atende diretamente 16 mil crianças e jovens de maneira contínua, além de atuar em todas as frentes do Grupo Marista a partir de programas com base na promoção e defesa dos direitos das infâncias e juventudes, bem como estratégias de incidência política e fomento à educação para a solidariedade. Na Saúde, seus hospitais realizam 443 mil atendimentos ao ano e proporcionam ações de humanização, conscientização e prevenção. Na Comunicação, suas rádios prezam pela difusão de conhecimento, cultura e cidadania. E, diariamente, seus cerca de 14 mil colaboradores vivenciam e disseminam valores humanos, cristãos e Maristas para formar cidadãos éticos, justos e solidários. Outras informações, acesse: www.grupomarista.org.br.

699 visits