12 de setembro de 2009 CASA GERAL

12 de setembro

O nome da Virgem era Maria. Assim o Evangelho de Lucas identifica a protagonista que mudou a história com seu sim a Deus. Hoje, vinte séculos depois, a Igreja celebra o onomástico dessa mulher que celebrizou seu nome por confiar em Deus. Como cristãos e como Irmãozinhos de Maria, fomos gerados na família dos filhos de Deus e nos regozijamos por essa irmã na fé, Maria, a Mãe de Jesus, nosso Deus e Senhor. Celebrar festivamente seu nome é celebrar tudo quanto Deus realizou em sua pessoa.

O Instituto, desde o início, celebra o nome de Maria com gratidão e alegria, porque deu nome à nossa instituição. O ?M? e o ?A? unidos graficamente deram origem ao monograma de Maria e este constitui uma das expressões do nome de Maria e de Marista que mais se difundiu, com muitos variantes. Essa expressão gráfica tem sua origem nos ícones gregos que sintetizam em uma só expressão o início de duas palavras gregas Ἁγία Μαρία (Santa Maria).

O culto ao nome de Jesus difundiu-se pela Europa mediante o monograma de seu nome, propagado por São Bernardino de Siena (1380-1444). Durante os séculos XVI e XVII, com o monograma do nome de Jesus, difunde-se também a veneração do nome de Maria. A medalha milagrosa (1830) inclui em seu verso o ?M? de Maria.

O monograma de Maria chegou ao conhecimento dos maristas, segundo investigações do Irmão Pierre Zind, no seminário maior de Lyon. Pelo final do século XVII, o Superior Francisco Rigoley, obteve como emblema para o ?Seminário Santo Ireneu? o monograma mariano, que logo foi adotado pela Sociedade de Maria, particularmente pelos Irmãozinhos de Maria. Desde então, o monograma de Maria obteve uma grande difusão no Instituto e através dele. Documentos, impressos, monogramas, selos, livros, quadros e outros são pistas para estudar sua evolução.

A Celebração do nome de Maria foi a motivação central para reunir, no dia 12 de setembro, os quatro ramos da Sociedade de Maria, em nossa Casa geral. Os Irmãos estiveram reunidos, durante a manhã, em sessão capitular para adaptar o Regimento do Capítulo à metodologia que está sendo aplicada nos trabalhos. A Mesa provisória tinha previsto que, durante a manhã, fosse feita também a eleição da Comissão central; entretanto, faltou tempo e passou para a tarde.

Missa e mesa

A santa missa foi um belíssimo encontro com os Padres maristas – que também celebram seu Capítulo – com as Irmãs Maristas e as Irmãs Missionárias da Sociedade de Maria.

As intenções da missa manifestavam o sentir comum dos participantes:

? Pelas Congregações nascidas da Sociedade de Maria, aqui reunidas, e por todas aquelas que trazem o santo nome de Maria; para que estejam animadas pelo zelo em tornar Jesus conhecido e amado, e para que promovam o culto mariano, em seus campos missionários. Implorou-se pela fidelidade em seguir Jesus, a exemplo de Maria, e para que essa fidelidade aumente nossa vitalidade.

? 2.Pelos que se encontram reunidos em Capítulo geral, para que descubram a Tua vontade e a ponham em prática, com audácia e esperança. Agradecemos-Te a escolha do P. John Hannan como Superior geral dos Padres maristas. Dá-lhe a sabedoria de que precisa, para que, com os seus irmãos possa cantar um cântico novo em terras estrangeiras.
? 3.Senhor, Teu convite é para amar-Te e, amando o mundo, amemos somente a Ti. Dá-nos, Senhor, um coração novo; põe em nós um espírito novo. Que a partilha da missão e da espiritualidade com os leigos reforce e promova o testemunho de uma vida autêntica, simples e evangelizadora, no meio das nossas irmãs e irmãos.

? 6.Para que Maria se torne para nós, uma vez mais, a fonte da fé e da esperança, como o foi para as nossas/nossos fundadoras /fundadores; seja modelo e inspiradora de uma vida nova em Cristo. Que Maria continue a interceder por nossas comunidades, nossas paróquias e nossas obras; para que não falte o vinho e sejamos capazes de fazer o que Jesus nos disser.

Depois da Eucaristia, todos partilharam o almoço no jardim central da Casa geral, em clima de muita concórdia e fraternidade.

Eleição dos membros da Comissão central

Durante a tarde, os Irmãos capitulares continuaram seus trabalhos e elegeram a Comissão central que, daqui para frente, deverá coordenar as atividades. Foram eleitos oito membros, deixando-lhes a tarefa de escolherem, entre si, o Comissário, o Vice-comissário e o Secretário do Capítulo. Isso decidido, a Comissão assim se apresenta: Maurice Berquet (L?Hermitage) Comissário do Capítulo; Graham Neist (Sydney) Vice-comissário; Josep Maria Soteras (L?Hermitage) Secretário; Ben Consigli (Estados Unidos da América), Ernesto Sánchez (México Ocidental), João Carlos do Prado (Brasil Centro-Sul), Manuel de León (Ásia Leste), Yao Kouassi Kan Sylvain (África Ocidental).

ANTERIOR

16 - 20 de agosto de 2009...

PRÓXIMO

Quais são os nossos caminhos para o futuro?...