11 de setembro de 2009 CANADá

16 – 20 de agosto de 2009

Nos últimos anos, seguindo o convite do Conselho geral, as Províncias do Instituto se agruparam em 7 grandes Regiões, com o objetivo de partilhar e intercambiar sobre a vida, os desafios e as necessidades dos respectivos contextos em que se encontram. A Região do Arco Norte conta com seis Províncias maristas, com cerca de 685 irmãos. No encontro de 16 a 20 de agosto reuniram-se todas estas Províncias: Norandina (Laurentino Albalá), América Central (Hipólito Pérez), México Central (Fernando Mejía Pérez), México Ocidental (Ernesto Sánchez Barba), Estados Unidos da América (John Klein) e Canadá (Bernard Beaudin); entretanto, como o mandato de três desses Provinciais foi prolongado, devido ao Capítulo geral, estes foram ao encontro acompanhados de seus sucessores, já nomeados: Libardo Garzón Duque (Norandina), Ricardo Uriel Reynozo (México Central) e Ben Consigli (Estados Unidos da América). Participou também, nessa ocasião, o Irmão Pedro Herreros, Conselheiro geral.

Este foi o segundo encontro dos Provinciais do Arco Norte, depois do Conselho geral ampliado do último outono. A primeira reunião acontecera em Guatemala, em março de 2009; além de ter sido uma ocasião de melhor se conhecerem entre si, naquela oportunidade, os Provinciais tinham apresentado suas Províncias, os desafios e os projetos em andamento. A finalidade deste segundo encontro era relativamente simples: continuar o conhecimento recíproco e o intercâmbio de ideias sobre os desafios que enfrentam na Região e em suas Províncias, bem como as pistas de solução e de cooperação possíveis e factíveis, em nível interprovincial. Como o encontro foi celebrado no Canadá, o Irmão Bernard tinha previsto um programa que permitisse aos irmãos o conhecimento de várias comunidades e algumas obras significativas da Província. Assim, os dois primeiros dias do encontro foram realizados no ambiente encantador do acampamento marista do Lago Morgan, a serviço dos jovens, há mais de 50 anos, e os dois dias seguintes, na região de Quebec e de Montreal para poder encontrar o maior número possível de irmãos e ir ao coração de projetos cheios de esperança para a Província: Vallée-Jeunesse de Valcartier a serviço de jovens com dificuldades em nível escolar e social e as comunidades de acolhida e de acompanhamento, frutos do último Capítulo geral. O tempo e a distância fizeram com que não fosse possível conhecer os lugares de inserção das duas comunidades ad gentes do Canadá. O Irmão Pedro, no entanto, foi visitar a comunidade de Gatineau.

Acreditamos que era importante que os Provinciais conhecessem melhor a Província marista do Canadá, com seus desafios e suas necessidades. As Províncias canadenses foram consideradas como favorecidas, sob muitos pontos de vista, no passado, mas os efeitos da revolução tranquila dos últimos quarenta anos mudaram radicalmente o rosto da sociedade e da Igreja. Quebec perdeu os pontos de referência de sua profunda cultura cristã e de sua robusta fé católica: um contato mais direto permitiu ver melhor como uma cooperação interprovincial poderia vir a ser um estímulo recíproco para os ambientes em que nos encontramos.

Cremos que, realmente, este encontro de Provinciais do Arco Norte respondia a uma necessidade de compartilhar e colaborar, porque depois que voltaram a suas Províncias, os participantes expressaram sua satisfação por esse primeiro contato com a terra canadense: ?experiência maravilhosa, muito rica; sentimento de pertença e de fraternidade; espírito de família e de acolhimento dos irmãos; riqueza e adaptação da missão marista, hoje; momentos inesquecíveis? A Província do Canadá tem uma vitalidade e uma força de adaptação na qual nos podemos inspirar? Fui tomado por um sentimento de otimismo ao perceber a serenidade cheia de esperança dos irmãos de mais idade, sua alegria muito fraterna e seu grande sentimento de humor? Impressionou-me sobretudo a amabilidade e a generosidade da acolhida recebida, em todas as comunidades visitadas? O que percebi em vocês é que, apesar do envelhecimento, puderam ser fecundos na adaptação, como o são as comunidades de acolhida? Como eco e resposta a tudo isso, me comprometo a ajudar a vida marista, no Canadá, com os irmãos de minha Província. Antes de tudo e sobretudo: Deus!? Esses são alguns testemunhos de reconhecimento recebidos dos participantes.

Para o Ir. Bernard Beaudin e os Irmãos canadenses foi um prazer e uma honra poderem acolher essa importante delegação de nossa Região, o Arco Norte. Assim, os participantes querem, através destas linhas, agradecer aos irmãos das várias comunidades a excelente acolhida: Residência Laval, Maison du Lac, comunidades de Rawdon, de Château-Richer, de Valcartier, de Drummondville, da Fraternidade Notre-Dame e Willowdale.

Todos os Irmãos reconhecem terem-se sentido como irmãos entre irmãos. Finalmente, os Provinciais decidiram aproveitar o Capítulo geral para um novo encontro e ver como começar, concretamente, a pôr em prática algumas dessas pistas de ajuda mútua que foram levantadas, durante os dias de encontro, de intercâmbio e de reflexão.

Houve também a oportunidade de recolherem-se em oração, no Santuário de ?Saint-Anne-de-Beaupré? e no Oratório ?Saint-Joseph du Mont-Royal?. A mãe e o esposo de Maria receberam a missão de se colocarem de acordo com aquela que é nosso Recurso Habitual, para apresentarem o ramalhete das intenções e orações feitas a fim de pedir para os irmãos e leigos maristas do Arco Norte e de todo o Instituto um CORAÇÃO NOVO PARA UM MUNDO NOVO.

_____________________
F.G.H. / bb

ANTERIOR

Uma missa sobre o mundo marista...

PRÓXIMO

12 de setembro...