25 de agosto de 2004 CASA GERAL

A FAMÍLIA, LUGAR PRIVILEGIADO PARA A EDUCAÇÃO SEXUAL

A educação sexual constitui uma prioridade para as crianças e jovens de hoje. A quem a responsabilidade de proporcioná-la? Os resultados da pesquisa foram majoritariamente favoráveis a que sejam os pais os que devem dar aos filhos a educação sexual (72,2% sobre um total de 198 respostas).
A tendência moderna de deslocar para a escola a educação em todas áreas que apresentam alguma dificuldade familiar ou social, faria pensar que os professores e professoras alcançariam um resultado importante. Porém não tem sido assim, já que somente 8,1% estão dispostos a dar a eles a responsabilidade primeira da educação sexual. É um dado que faz pensar. Interessantes são os demais resultados: 16,7% crêem que é responsabilidade de cada um, enquanto 3% acreditam que essa educação deve ser dada através dos livros e vídeos.
Deve-se fazer uma observação: a educação faz referência aos valores e inclui o conhecimento das informações básicas. No entanto, a informação pode ser completa porém em si mesma não garante uma referência clara aos valores. Cada país, cada cultura e cada religião podem ter maneiras diferentes de afrontar o desafio da educação sexual. Porém, seja como seja, as crianças e jovens devem ser atendidos neste assunto através de uma pedagogia fundada na verdade e no amor. Um diálogo entre família e escola pode dar ótimos resultados.
Uma nova pesquisa foi publicada e os convidamos para participar dela.

ANTERIOR

OLHEMOS PARA O FUTURO COM REALISMO E ESPERAN�...

PRÓXIMO

O IRMÃO ONORINO ROTA, NOVO DIRETOR DO SETOR ...