16 de abril de 2018 CASA GERAL

Agios.Mar 20

Escrevo para dar-lhes uma boa notícia!

Muitos dos nossos leitores e visitantes, quando comento que meu trabalho é destinado a promover as causas dos santos maristas, sorriem com ar de despreocupação como dizendo que eles nunca farão parte de um processo canônico para serem proclamados santos. É verdade. É necessário muito trabalho e dinheiro para levar a bom termo uma causa de beatificação ou canonização.

Porém, o Papa publicou um documento, com data de 19 de março de 2018, no qual afirma que o apelo à santidade no mundo contemporâneo não é para alguns privilegiados, mas para todos. Todos nós somos chamados à santidade.

O documento não é um tratado sobre a santidade, mas uma descrição da santidade em casa, no quotidiano, acessível a qualquer pessoa. O Papa fala com linguagem simples e direta para nos dizer que a santidade está no povo, santidade “na porta ao lado”, daqueles que vivem perto de nós e são um reflexo da presença de Deus ou, para usar outra expressão, a classe média da santidade.

Com relação à moral, a exortação Gaudete et exultate de Francisco é a Veritatis Splendor de João Paulo II.

É uma preciosidade de documento. Recomendo-o encarecidamente.

________________________
Antonio Martínez Estaún – Postulador general

ANTERIOR

Haitianos no Chile...

PRÓXIMO

No seguimento de Marcelino, ser contemplativo...