5 de junho de 2018 ITáLIA

Aprofundando a vivência intercultural em fraternidade

Viver em comunidade foi o tema central da quarta semana de formação para os candidatos do Projeto Lavalla200>, de 28 de maio a 3 de junho.

A Irmã Maria Salomé Madariaga (Chile) e o padre Tim Norton (Austrália) propuseram a todos uma formação vivencial sobre a riqueza e os desafios da vivência intercultural. O objetivo de trabalhar essa temática deu-se por conta da importância que a dimensão comunitária intercultural tem no Programa.

Iniciou-se a formação apresentando o itinerário de imersão intercultural, o qual passa por seis etapas: negação – defesa – minimização – aceitação – adaptação – integração. Também foram exploradas distintas maneiras de se lidar com os conflitos, a depender dos perfis de cada pessoa, bem como conhecer as habilidades necessárias para uma assertiva vivência comunitária.

Concomitante à exposição teórica, a Irmã Salomé conduziu diversas dinâmicas junto aos participantes, ora organizando-os por fraternidades, ora por vocações e gerações. Percebeu-se que a vivência comunitária é um dos pilares do Projeto Lavalla200>.

Finalizando a semana, os membros da Ásia e Oceania apresentaram a todos um pouco da cultura e da presença Marista em seus continentes. Como destaque, houve um grande jantar, na qual os participantes puderam provar os pratos asiáticos, valendo-se das próprias mãos.

ANTERIOR

?Existe vida ... e ela nos convoca?...

PRÓXIMO

Maristas e Lassalistas visam fortalecer seu r...