1 de outubro de 2005 SRI LANKA

Avaliando a Conferência

<302hspace=5 vspace=5 align=right>Buscando sintonias e convergências
O dia de hoje teve um caráter recapitulativo. Iniciou-se com o trabalho de colher dos Provinciais e Superiores de Distrito algumas orientações básicas para ajudar na previsão das atividades do Conselho Geral. Dado que a Conferência não tem caráter decisório, não foi usada uma metodologia de discussão e votação, mas, para se colher uma representação avaliativa sobre o evento, buscou-se uma sintonia dos temas que foram tratados mediante um questionário individual.
O resultado dessas respostas será matéria de estudo durante a primeira reunião plenária de 2006. A convergência de opiniões servirá para confirmar o acordo sobre o conjunto de ações que o Conselho Geral deverá empreender nos próximos quatro anos.
Outra realização desta manhã foi a avaliação da VII Conferência Geral. Para isso, também foi utilizado um questionário a ser respondido por cada um dos participantes. Pediu-se que, antes de responder, os irmãos tivessem um tempo para interiorizar e sintetizar o que foi vivido durante esses dias.
Foi-lhes solicitada, para assinalar o sentimento dominante depois desses dias de convivência, a experiência que causou mais impressão, e assim poderem dizer se esta Conferência representou um momento chave na vida do Instituto.

Opiniões dos participantes
Nos grupos inter-regionais foram partilhadas as respostas dadas às três perguntas acima. A riqueza dos intercâmbios grupais foi em seguida partilhada no grande grupo. Dentre os sentimentos mais importantes que se destacaram, está a convicção de que ?se deve caminhar em paz e depressa porque este é o momento?. Agora é o momento de se tomarem decisões corajosas. Essas decisões serão determinantes, não para o futuro, mas para um momento chave: o agora.
Alguém manifestou sua impressão pessoal dizendo que a reestruturação foi um momento mais decisivo para o Instituto nos últimos anos. Abriu para os irmãos a internacionalidade do mesmo e deu origem a uma nova configuração geográfica. E assinalou que, para ele, o projeto de missão ?ad gentes?, a presença do Instituto em Genebra (ONU) e a Assembléia Internacional foram as três contribuições mais significativas da Conferência. Outro irmão assinalou que as três palavras mais importantes da Conferência foram ?Identidade?, ?unidos a Cristo? e ?solidariedade com os pobres?.
Existe um sentimento generalizado de satisfação e esperança decorrente da estreita colaboração entre os irmãos Superior Geral e o Vigário Geral. Eles transmitem segurança, alegria e esperança. E com eles, seu Conselho Geral. Por todos foi experimentado o bom trabalho que veio sendo feito nesses quatro anos.
Com grande afeto, foram relembradas as duplas famosas como ?o gordo e o magro?, ?Tom e Jerry?, ?Mortadelo e Filemon?, e houve até mesmo quem falasse dos ?Dois mosqueteiros?.
A essas duplas acrescentou-se a de ?Seán e Luis?. Não faltou o humorista que, ao término da sessão, fez passar um novo cartão onde constava: ?Seán Sobrado e Luis Sammon?.
A excelente organização da Conferência foi fruto da qualidade e competência das pessoas do Instituto. Alguém comparou o Instituto com os catamarãs que são vistos cada dia do hotel: navegam com as velas repletas de vento. Da mesma maneira, o Instituto caminha nos tempos atuais com as velas abertas, impulsionadas pelo vento do Espírito. Outra opinião manifestou um sentimento relativo aos irmãos de sua Província: como fazer para transmitir-lhes uma motivação que os entusiasme e ajude a descobrir sua missão em sua realidade concreta?
<302a>A impressão que mais tocou um irmão foi a acolhida dispensada pelos irmãos da Província do Sri Lanka ? Paquistão a todos os conferencistas. Manifestou, além disso, a sua admiração em ver como a Província está enfrentando os desafios procedentes das outras religiões conforme pôde observar durante as visitas aos templos hinduístas e budistas, como também durante o encontro com a imprensa e os jornalistas da cidade de Negombo. Por outro lado, foi dito que é muito alentador ver a transparência com que foram tratados os temas econômicos e a atenção dada às Províncias pobres. Finalmente, alguém destacou que se deve dar segurança a irmãos e leigos vivendo apaixonadamente por Jesus: consagrados, em comunidade para a missão.

Sugestões para transmitir os conteúdos e as vivências da ConferênciaUma das inquietações dos irmãos presentes é como fazer para chegar aos irmãos e leigos o melhor do que foi vivido e refletido durante esses dias.
Por parte da Administração Geral, além das informações disponíveis na página web www.chapagnat.org, enviar-se-ão às Unidades Administrativas, através de um suporte digital, as fotografias mais representativas, assim como os documentos produzidos. Não obstante, dada a diversidade de situações vividas nas Unidades Administrativas, foi pedido aos irmãos Provinciais e Superiores de Distrito que dessem algumas sugestões sobre o que se poderia fazer.
Nas reuniões por regiões, os irmãos indicaram que seriam oportunas as seguintes atividades ao se voltar às Províncias: levar para os retiros e encontros da Província alguns dos temas tratados na Conferência; incluir nas próximas programações das atividades das Unidades Administrativas momentos para divulgar tudo o que foi vivido e refletido em Negombo. Foi reforçado, ainda, que as informações devem chegar tanto aos irmãos como aos leigos. Portanto, chegou-se à conclusão de que é possível diferenciar três níveis de comunicação: conteúdos de informação do que aconteceu; conteúdos de experiências vividas e, finalmente, conteúdos que possam ajudar no processo de conversão.

Oração mariana
A motivação da ?oração mariana? seguiu a dinâmica iniciada no começo do dia com a oração da manhã. Os irmãos sintetizaram em uma palavra ou em uma frase o que vivenciaram durante esses dias. Cada um escreveu em um grande quadro a palavra escolhida. Pouco a pouco, todo o espaço foi sendo preenchido por palavras e frases formando um conjunto variado. O irmão Emili Turú, que animava a oração do dia, pediu àqueles que desejassem que explicassem o sentido da palavra ou frase escolhida. Através dessa dinâmica, se partilhou a reflexão da manhã.
Pela tarde, foram reapresentadas as mesmas palavras através de uma projeção. A tela reproduzia palavras como estas: emarara, fogo, chiyembekezo, esperanza, kabataan, paga-sang vayan!, mipela amamasin yu, etc. Através das diferentes línguas faladas pelos irmãos presentes na sala, foram elevados a Deus e a Maria as súplicas e louvores em nome de todo o Instituto.

ANTERIOR

Os irmãos da Conferência geral visitam o Co...

PRÓXIMO

I Encontro de Presenças e Programas Sociais ...