29 de janeiro de 2020 ÁFRICA DO SUL

Beth Code, voluntária australiana na África do Sul

Beth Code completou seu primeiro ano como voluntária na África do Sul. Ela é a coordenadora da Juventude Marista, na qual tem uma forte contribuição nas Escolas Maristas e orienta a comunidade internacional na Casa Marcelino, em Joanesburgo. Ela também trabalha para o Conselho Escolar Marista (MSC), em estreita colaboração com Mike Greeff – Diretor do MSC.

Beth, da Austrália, participou, em 2018, da formação destinada aos candidatos para as Comunidades Internacionais para um Novo Começo. E, através do Departamento Cmi, foi enviada como voluntária à Província da África Austral.

No fim do ano, Beth se juntou aos líderes escolares de 2020 das cinco escolas marista da África do Sul, em Addo, enquanto administravam o programa de férias de verão para as crianças que vivem neste “município”, no projeto Marist Mercy Care, iniciado em2006, por Jason Grieve, que era o ‘Head Boy’ no St Henry’s College, em Durban. Ele colaborou com dois Irmãos de oitenta anos de idade (Chris, da África do Sul, e Claude, do Canadá), com eles formaram uma parceria com três Irmãs da Misericórdia, do Reino Unido. O programa de verão a cada ano é acompanhado por um novo grupo de líderes escolares que são acompanhados por líderes escolares passados, que já fizeram parte do programa de verão.

Beth escreve:

Estou me sentindo tão humilde ao me sentir capaz de trabalhar com as Irmãs da Misericórdia, e jovens maristas de toda a África do Sul no Acampamento Anual de Verão de dezembro. Mais de 400 crianças de áreas desfavorecidas da região de Addo (África do Sul), compareceram.

Como voluntários, administramos várias atividades, como esporte, artes e ofícios, dança, leitura, educação em saúde, orientação de carreira, conscientização sobre violência baseada em gênero, liderança, orientação e desenvolvimento pessoal. Além do fantástico programa, conseguimos fornecer uma pequena refeição diária. O que para muitos, não é garantido.

Toda criança que participava do acampamento nos recebia cheios de energia, com uma genuína necessidade de amor e atenção de todos nós. Oferecer amor, carinho e interesse sincero para cada criança foi um presente simples que eu poderia dar, mas que é significativo, desejado e valorizado. Foi realmente uma bênção poder passar tanto tempo com os filhos de Addo, e viver uma experiência emocional que sempre trarei comigo.

————————-

Você já pensou – como Irmão, leigo, jovem, estudante ou ex-aluno – em tornar-se um voluntário marista? Entre em contato com o Departamento de Colaboração Missionária Internacional (CMI) – cmi@fms.it

ANTERIOR

Início do processo da causa do Irmão Basili...

PRÓXIMO

Província do East Asia assume firme posiçã...