1 de abril de 2024 ARGENTINA

Equipes da Cruz del Sur abordam o novo plano estratégico

Durante três dias intensos do mês de março, as Equipes da Província Cruz del Sur participaram de um encontro na Vila Marista de Luján com o propósito de começar a delinear ações para a concretização do Plano Estratégico que conduzirá os próximos 5 anos de acordo com as Diretrizes votadas na Assembleia e aprovadas pelo Conselho Provincial.

O objetivo pôde ser alcançado num clima de alegria, escuta, diálogo e fraternidade em que foi possível continuar afinando a “orquestra” da comunidade, recordando que a verdade é sinfônica.

A equipe formada pelos Irmãos Alberto Aparicio e Horacio Magaldi, acompanhados por Fernando Varela e Adrián Arias (Uruguai) e Ricardo Palomar, Daniel Felipelli e María Belén Pissarello (Argentina), animou as dinâmicas que convidaram, por meio do silêncio, do movimento, da Palavra e do brincar, a continuar afinando a harmonia com o lema “Juntos Caminhamos”.

A revisão das Linhas de Ação que resultaram da rica e ainda recente experiência sinodal conduziu todos os presentes ao objetivo do Encontro: consensuar as prioridades das Áreas e Equipes de Governo que permitirão consolidar um plano de trabalho e avaliar os seus resultados.

A análise, realizada por grupos, foi especialmente orientada para criar, promover ou acompanhar planos de ação que respondam aos objetivos estratégicos de cada área (Vocação, Missão, etc.) ou o espaço que lhes cabe animar na Província.

Deste discernimento surgiu fortemente a proposta de trabalhar por “zonas” para fortalecer a gestão e a animação e criar uma mesa que articule as áreas da Província, reunindo-se com certa periodicidade, inspirada no modelo de trabalho do Uruguai, que se integrou em uma mesa para os diretores-gerais e os responsáveis ​​pelas obras e atua com eficácia há anos.

Foi também expressa a necessidade de adaptar as estratégias de ação às peculiaridades (cultura, história, realidade econômica) de cada “zona” e de avaliar transversalmente as políticas provinciais, apoiando a escuta e o diálogo em chave sinodal.

Quanto ao papel dos Irmãos neste processo, as Equipes defenderam quase por unanimidade a importância de contar com a sua presença e a formação carismática que poderiam oferecer, além de crescer na horizontalidade, na flexibilidade e no diálogo e de responder às decisões do Governo Provincial.

Por último, ressaltou-se a importância de capacitar gestores e educadores em políticas provinciais e liderança pedagógica e gerar um novo espaço para que os coordenadores possam consensuar uma agenda atenta às necessidades de cada zona.

ANTERIOR

Edelvives comemora seu 135º aniversário...

PRÓXIMO

150 jovens participaram da Páscoa em Les Ave...