11 de setembro de 2013 ESTADOS UNIDOS

Foundation Stones

Em junho passado, iniciamos em nossa Província o ano vocacional marista, com o projeto que chamamos de PEDRAS FUNDACIONAIS. A intenção desse projeto é convidar estudantes de graduação de nossas escolas maristas nos EUA para passar uma semana em nossa companhia no nosso Centro de Esopus. O projeto Pedras Fundacionais oferece a oportunidade para esses jovens de explorar o modo de vida dos Irmãos Maristas através de uma experiência de sete dias, proporcionando tempo para viver, refletir, relaxar e trabalhar na presença dos Irmãos. O apoio das lideranças Provinciais foi muito intenso, como também o de vários irmãos. Tivemos um total de 10 alunos participantes, oito novatos e dois atuais membros do nosso Programa de Acompanhamento Marista.

Então, o que aconteceu a cada dia durante o desenrolar do projeto Pedras Fundacionais? O esquema básico consistia em reunir os participantes diariamente para os momentos de oração da manhã e oração da tarde. Várias formas de oração foram experimentadas, destacando o carisma marista, a Liturgia das Horas, a Oração de Taizé, a Meditação, o Rosário, a Adoração ao Santíssimo, o Exame de Consciência e o silêncio. Aprender e cantar a Salve Regina todas as manhãs e à noite também foi parte da experiência. Depois de uma semana, os jovens já podiam cantar o hino sem as palavras latinas à frente deles. Para acolher os participantes no início da semana, o nosso Superior Geral, Ir. Emili Turu, gravou uma mensagem de Roma, destacando o tema "Quo Vadis".

Todas as manhãs, de segunda a quinta-feira, os jovens participaram de conferências e discussões presididas por vários Irmãos. Os temas trataram de: celibato (Ir. Steve Schlitte), o espírito do nosso fundador São Marcelino Champagnat (Ir. Ben Consigli), desenvolvendo a espiritualidade pessoal (Ir. Don Bisson) e vida marista a partir da perspectiva do nosso mais novo membro (Ir. Brian Poulin). O vocacionado Sam Amos, que iniciará o postulantado em setembro, também esteve presente durante essa semana. No período da tarde, os jovens trabalharam em conjunto com os irmãos Owen Ormsby, Greg Delanoy, Dan O'Riordan e Todd Patenaude em projetos de serviços na propriedade, incluindo remodelação das estações da via-sacra que estão no caminho que leva ao cemitério e no acabamento de uma gruta de Maria, nossa Boa Mãe, que fica ao lado da entrada Capela, no bosque. Da mesma forma, dedicou-se tempo para outras atividades como: parede de escalada, entrevistas pessoais,oportunidades para a reflexão teológica, escrita do diário e momentos de silêncio. Recreações comunitárias incluíram os momentos de refeições com muitos Irmãos que se juntaram a nós durante toda a semana, bem como a convivência em vários momentos durante o dia.

Sexta-feira foi um dia de passeio comunitário que começou com a missa na Faculdade Marista celebrada pelo Pe. Richard LaMorte e musicalmente acompanhada pelo Ir. Bill Lavigne. Após o almoço na faculdade, fizemos um passeio de barco de 2 horas pelo Rio Hudson. Outros 12 Irmãos também desfrutaram desse momento. Nosso barco subiu o rio Hudson até as extremidades da nossa propriedade marista em Esopus.

 

A maioria dos jovens ficou impressionada por encontrar tantos irmãos que estiveram presentes durante a semana do “Pedras Fundacionais”. Eles se alegraram em poder partilhar a refeição, trabalhar lado a lado, rezar em comunidade e, basicamente, perceber o interesse que os Irmãos demostraram ter por eles. E nós, os Irmãos, fomos capazes de demonstrar o que acontece tão naturalmente entre nós: a nossa maneira de viver juntos, apoiando-nos mutuamente. Os jovens nem sempre conseguem ver essa parte de nossas vidas, visto que nos veem muitas vezes como seus professores, administradores, conselheiros e técnicos. Podemos dizer que o projeto “Pedras Fundamentais” atingiu seu objetivo: colaborar para que esses jovens aprofundem o conhecimento e a experiência da Vida Marista.

Os jovens participantes vieram de todas as partes da nossa província: Nova York (Molloy e Mt. St. Michael), New Jersey (Roselle e St. Joseph Montvale), Flórida (Columbus), Texas (São José) e Illinois (Marist). Muitos vieram sozinhos e, depois de superar os silêncios constrangedores do início, com bastante facilidade formaram laços que irão levá-los adiante, através de novas possibilidades de conhecimento da vida marista enquanto eles cursam a faculdade. A frase: "significou muito para mim conviver por uma semana inteira com outros rapazes que também consideram a possibilidade de ser irmão" ecoou com frequência em nossos acompanhamentos, discussões e avaliações com os jovens.

De oito jovens que participaram pela primeira vez de um encontro vocacional cinco deciciram continuar em nosso programa de acompanhamento. Um desses participantes expressou no final do programa: "Esta semana foi uma grande surpresa para mim, pois tive a oportunidade de conviver com os outros e estar imerso na vida de um irmão. Eu achava que sabia tudo sobre os Irmãos, mas eu percebi que eu aprendi muito mais durante a semana."

"Eu nunca fiz nada parecido com isso antes. Estou feliz por ter vindo, pois abriu uma nova possibilidade em minha vida para eu considerar", lembrou outro. Outros comentários também capturaram o espírito da experiência. "Eu não sabia o quanto os Irmãos rezam. Fiquei surpreso e satisfeito ao ver que Irmãos começam e terminam o dia com oração."

Esta experiência trouxe para nossa província uma base sólida sobre a qual poderemos construir um bom processo de discernimento para auxiliar esses jovens em sua caminhada. Ela também consolidou um novo programa que parece provável que se torne um forte evento anual em nossos esforços de recrutamento vocacional. Ir. Dan e eu agradecemos a todos vocês pelo apoio que recebemos em nossos esforços de levar adiante a pastoral vocacional.

Cordialmente,

Ir. Mike Sheerin

ANTERIOR

Fraternidade com rosto Marista...

PRÓXIMO

Irmãos da Colombia a caminho...