27 de março de 2022 CASA GERAL

Ir. Máximo Blanco conta sua experiência na Conferência Geral

Ir. Máximo Blanco Morán – Região Europa
Conferência Geral

A imagem de Marcelino subindo ao topo da montanha e olhando para ver onde colocar a casa mãe da congregação marista me acompanhou e me ajudou durante toda a Conferência. Antes de chegar lá e apontar para os irmãos “será construída lá, ao lado do Gier”, ele teve que procurar em diferentes lugares e tomar uma decisão para poder dizer: “Quero ir além de La Valla”. Várias vezes me perguntei o que teria aconteciso se Marcelino tivesse parado antes da construção de l’Hermitage, se ele não tivesse feito nada… Teria, nesse caso, florescido a vida que o carisma marista deu ao mundo e à Igreja? Em meu coração, agradeço a ele por sua audácia e determinação, sua decisão de complicar-lhe a vida. Refleti sobre minhas decisões e ganhei coragem de ir além.

Senti, durante os dias da Conferência Geral, que temos que crescer mais como família global e caminhar também em comunhão como região marista e, ao mesmo tempo, cuidar da realidade local, da minha província e de cada lugar aonde estamos. Sinto que o fundamental da vida se concretiza em nível local, no entusiasmo de cada irmão e leigo pelo que é marista, na medida em que ser marista ajuda as pessoas a terem uma vida mais plena e feliz. Cada pessoa entusiasmada será um farol que irradia luz, cada comunidade e casa um lar de luz.

Ser incisivo em nossos lugares

Saio daqui com um olhar sensível sobre muitos aspectos da vida e missão maristas que me foram apresentados e que discutimos e, ao mesmo tempo, com um olhar profético para sermos incisivos em nossos lugares. Parto reconhecendo a riqueza que somos e que temos, e que devemos oferecê-la ao mundo: fraternidade, sensibilidade mariana, saber ser e fazer coisas com crianças e jovens, espiritualidade marista, simplicidade… É muito bom ser marista, abrir nossas portas para que possam vir e nos conhecer, sair pelo mundo e proclamá-lo.

Percebo que meu serviço como líder é desafiador, mas estou ansioso para caminhar com junto com os demais que percorrem essa estrada e que, ouvindo as boas pessoas ao meu redor, farei melhor.

Vejamos juntos onde colocamos a energia e a força que temos. Acredito que os sonhos são melhores se construídos juntos.

____________
Ir. Máximo Blanco Morán – Provincial de Compostela

ANTERIOR

Apresentação de dados estatísticos de Irm...

PRÓXIMO

A comunidade de Kinshasa chora a morte do Ir....