Carta de Marcelino – 145

Marcellin Champagnat

1837-10-29

Vimos na carta de no 113, o pedido que o Padre Champagnat dirigiu ao Ministro da Instrução PĂșblica, para conseguir reverter em benefĂ­cio da casa de lHermitage a quantia de que fala o Art. 15 da Lei de 28 de junho de 1833, ou seja, o pecĂșlio formado pelo depĂłsito de 1/20 do ordenado de cada professor diplomado.
O Ministro Salvandy deve ter transferido para os prefeitos do Loire e do Ródano a execução da medida, pela qual se pronunciou favoravelmente.
Nesta carta, o Padre Champagnat agradece ao prefeito departamental por ter autorizado os Irmãos de Valbenoite a receber a quantia que estava depositada na poupança, formada por 1/20 do seu ordenado mais os juros. Agora os Irmãos poderiam dispor desta quantia em favor da casa de lHermitage, que arcava com enormes despesas.

Senhor Prefeito,
V. Excia. teve a bondade de nos autorizar a retirada do depĂłsito do um vinteavos.
Senhor Prefeito,
venho manifestar-lhe nossa mais do que justa gratidĂŁo pela gentileza que teve para conosco, autorizando-nos a receber de volta a quantia resultante da taxa cobrada sobre o pagamento de nossos IrmĂŁos, no municĂ­pio de Valbenoite.
Recebemos esta quantia com o sentimento da mais sincera gratidĂŁo. A sua benevolĂȘncia para com nossa Sociedade nos anima a lhe pedir o mesmo benefĂ­cio em favor dos outros estabelecimentos que temos dentro de seu Departamento e cuja sĂșmula anexamos.
Espero da equidade de V. Excia. o mesmo despacho favorĂĄvel ao meu pedido e me subscrevo, com profundo respeito e total devotamento, Senhor Prefeito, seu servo muito humilde e obediente,
Champagnat

Edição: Marcelino Champagnat. Cartas - SIMAR, São Paulo, 1997

fonte: DaprĂšs la minute, AFM, RCLA 1, p. 72, nÂș 77

ANTERIOR

Carta de Marcelino - 143...

PRÓXIMO

Carta de Marcelino - 146...