19 de março de 2007 CASA GERAL

Missão Ad Gentes

O primeiro grupo de missionários enviados
Nosso Instituto tem tido missionários desde o tempo do Padre Champagnat e ainda existem vários irmãos que um dia se apresentaram como voluntários para missões do outro lado do mundo, e que agora fazem parte das províncias que eles ajudaram a fundar! Existem também vários irmãos que estão em missão, ainda que ligados às suas províncias de origem. Mas, com o apelo do Ir. Seán para que haja uma abertura a novas missões, particularmente na Ásia, um novo grupo de irmãos foi sendo preparado e enviado para estas novas presenças.

Dentre os países que receberão estes novos missionários estão a Argélia, o Bangladesh, o Camboja, o Canadá, Cuba, o Haiti, a Coréia, a Melanésia e um outro país da Ásia.

Já há alguns meses, 17 irmãos foram preparados em Davao, nas Filipinas, sob a direção e a orientação de uma equipe formada pelos irmãos Tim Leen, Alfredo Herrera e Roy Deita, além dos três irmãos que também se prepararam em Roma para suas novas missões, sob a direção do Ir. Ivan Buenfil. Apesar de que as iniciativas da missão «Ad Gentes» estejam atualmente focalizadas na Ásia, existem vários outros países que há alguns anos nos estão pedindo um auxílio e aos quais o Ir. Seán e seu Conselho querem dar a sua assistência.

Alguns desses novos missionários estarão prontos para oferecer seu auxílio em algumas regiões já estabelecidas, como a Argélia, o Haiti e Cuba. A província do Canadá, que por muitos anos tinha sido a mais generosa província para as missões na África, há anos tem pedido missionários em seu país, e assim eles ajudariam a revitalizar a vida marista ali, constituindo-se uma nova presença da vida marista.

Neste momento, alguns irmãos estão em seus países de missão, enquanto outros estão esperando um lento processo, ao mesmo tempo em que nós procuramos compreender todos os requisitos necessários para os vistos, etc.

Os irmãos que participam da missão «Ad Gentes», com seus respectivos países de designação, são os seguintes:

Argélia: Mick Sexton (Melbourne) e Germán Chaves (Santa Maria dos Andes).

Bangladesh: Marti Enrich (L?Hermitage), Ewald Frank (Europa Centro-Oeste), Mark Poro (Melanésia) e Hilario Schwab (Cruzeiro do Sul).

Camboja: Francis Attah (Distrito África Oeste, Gana), Brian Kinsella (Melbourne) e Bernhard Tremmel (Europa Centro-Oeste).

Canadá: Felix Roldán (Santa Maria dos Andes) e Miguel Angel Sancha (Ibérica)

Cuba: Jesús Bayo (Santa Maria dos Andes) e Carlos Scottá (Rio Grande do Sul)

Haiti: Anthony Njolovi (África Austral), Ernesto Benavidez (Cruzeiro do Sul) e Bonifacio González (Mediterrânea).

Coréia do Sul: Gerry Brereton (Estados Unidos).

Outros missionários do programa Ad Gentes, como os irmãos Patrick Betkou (Madagascar), Clement Nwadike (Nigéria), Hugo Rivera (México Ocidental) e George Valle (Filipinas), estarão muito brevemente partindo para um outro país da Ásia.

Segundo grupo de Davao

No dia 15 de janeiro o Ir. Luis Garcia Sobrado foi a Davao para dar início oficialmente à preparação do segundo grupo de irmãos que, através deste próximo estágio de discernimento, estarão verificando se Deus os está realmente chamando para os «campos da missão».

Os participantes deste grupo, atualmente em Davao, são em número de 13. São eles os irmãos Vigilio Bwalya (África Austral), Jean-Pierre Cotnoir (Canadá), Santos Garcia (Norandina), Maria Antoney Jeyaraj (Sri Lanka-Índia), Geoffrey Kelly (Sydney), Javier Peña (México Central), Michael Potter (Nova Zelândia), Richard Roy (Canadá), Antonio Sanchez (Compostela), Eugenio Sanz (Ibérica), Ramon Serra (L?Hermitage), Andrew Sikelo (África Austral) e Miguel Vielva (América Central).

Novo setor da Missão Ad Gentes na Ásia

Nas sessões plenárias de janeiro, o Conselho geral aprovou a proposta de constituir as novas comunidades formadas na Ásia em um setor, assim elas poderão ser cuidadas mais facilmente, até que não sejam eventualmente integradas em uma das províncias da Ásia, futuramente reestruturadas.

Nós prevemos que será muito lento este processo de uma eventual mudança das novas presenças para uma das províncias já estabelecidas na Ásia. Gostaríamos de nos assegurar que estas novas missões não representem um peso para as províncias da Ásia, que deveriam providenciar vários detalhes de ordem administrativa, muitas vezes em detrimento de suas próprias províncias, que se encontram atualmente em meio a um processo de reestruturação.

Este setor não seria apenas formado pelas comunidades que estão sendo constituídas na Ásia. Outros países mencionados anteriormente, e que estão recebendo irmãos, enviados ali como missionários Ad Gentes, estarão ao mesmo tempo sob a supervisão dos superiores da província ou do distrito já existentes, como é o caso dos irmãos que estão indo para o Haiti, o Canadá, a Argélia, etc.

O superior do setor da Missão Ad Gentes na Ásia

Nas sessões plenárias de janeiro, o Conselho geral aprovou o nome do Ir. Barry Burns, da Nova Zelândia, como o superior deste setor, sendo efetivado imediatamente e até 31 de agosto de 2007. Ficamos muito agradecidos ao Ir. Barry por ter aceitado este encargo, através do qual ele poderá já auxiliar prestando assistência aos irmãos da primeira e da segunda sessão de preparação em Davao, providenciando a colocação deles nos novos países.

Como superior do setor, o Ir. Barry está encarregado de ajudar a transição de cada irmão em seu novo país de missão. Ele também acompanhará pastoralmente a cada irmão, seguindo de perto seu trabalho e verificando como a missão está começando.

No primeiro ano da partida de um irmão em missão, suas atividades estarão focalizadas no estudo da língua e da cultura, por isso o Ir. Barry ajudará estes irmãos a se instalarem e a se inscreverem em uma escola de língua em seu país de missão.

Barry tem prestado serviços ao Instituto em uma variedade de funções de liderança. Ele foi mestre de noviços, vice provincial, provincial e, mais recentemente, integrou a equipe do curso de formadores em Nairobi, no Quênia. Barry servirá nesta função até que um irmão da Ásia seja nomeado para substituí-lo.

A equipe em Roma

O ir. Luis Garcia Sobrado, Vicário geral, e o Ir. Michael Flanigan, dos Estados Unidos, coordenam muitas das atividades da Missão Ad Gentes em Roma. Luis é o coordenador geral do projeto da Missão Ad Gentes, e Michael é o delegado do Superior geral junto aos bispos e dirigentes da Igreja, assim como para os irmãos em processo de discernimento em Davao para as futuras missões. O Ir. Iván Buenfil, como desde setembro de 2006, está ajudando a equipe, particularmente no que se refere ao acompanhamento dos jovens irmãos que mostraram interesse em participar do projeto MAG.

O Ir. Luis fala com os provinciais e superiores de distrito a respeito de cada irmão designado a participar da Missão Ad Gentes. Então ele acompanha cada irmão individualmente até o momento em que este concorda em passar à fase seguinte de seu discernimento, que é o programa em Davao.

O Ir. Michael prepara os irmãos para a fase de discernimento em Davao, certificando-se que eles têm todas as coisas necessárias em ordem, estando prontos para começar. Depois que os irmãos já tiverem passado um curto primeiro tempo no programa de Davao, ele começa a fazer com eles um discernimento a respeito dos países onde deverão prosseguir. Então ele faz as suas recomendações ao irmão Superior geral sobre as designações para os países.

O Ir. Michael é também o encarregado de encontrar novas missões. Muitas vezes os países nos são indicados por outros religiosos que têm uma estreita colaboração com os irmãos. Outras vezes os bispos nos contatam diretamente, depois de terem ouvido falar de nossa iniciativa Ad Gentes na Ásia. Michael visitou longamente o Bangladesh, o Camboja, o nordeste da Índia, a Indonésia, a Tailândia e dois outros países da Ásia. Depois de ter visitado os países, Michael fez suas recomendações ao Ir. Seán e ao Conselho a respeito dos países que ele acredita que nós deveríamos entrar.

ANTERIOR

Tornar Maria conhecida e amada, nossa Boa Mã...

PRÓXIMO

Documento «A vocação do leigo marista»...