5 de outubro de 2009 ESTADOS UNIDOS

Os Diretores de estabelecimentos maristas, profetas e místicos

De 19 a 23 de julho último, 36 Diretores de escolas maristas estadunidenses estiveram reunidos na ?San Alfonso Retreat House?, em Long Branch, New Jersey, para discutir seu papel na condução dos estabelecimentos maristas do século 21.

O Ir. David Hall – um dos conferencistas da Sessão de Liderança marista de 2007 – foi o encarregado de apresentar, ao longo da semana, o tema dos Diretores maristas, como profetas e místicos. O Ir. David é membro da Província marista de Sydney e neste seu trabalho contou com a participação do Ir. Donald Bisson, Irmão marista americano, nacionalmente conhecido por suas palestras sobre a psicologia e a espiritualidade de Young. O Ir. David falou sobre o papel de são Marcelino Champagnat como profeta, dizendo que foi alguém que não aceitou o ?statu quo? da prática e das teorias educativas de sua época. Ao contrário, ele desafiou os primeiros Irmãos a adotarem métodos inovadores de educação, indo ao encontro das necessidades dos estudantes de seu tempo. Ainda mais importante, Marcelino realizou isso a partir da compreensão de que o objetivo primordial da educação católica é a evangelização. Neste sentido, Marcelino era um profeta, e como profeta ele encontrou pela frente as incompreensões e as críticas que os profetas encontraram, através dos tempos.

O Ir. Don Bisson dirigiu-se aos presentes falando sobre os assuntos que os dirigentes devem, normalmente, enfrentar nas escolas maristas. Dentre eles, disse o Ir. Don que ter um papel de liderança nos encoraja a encontrar e a fazer crescer o melhor de nós mesmos, e que, frequentemente, o crescimento pessoal é um desafio doloroso. Completou que as questões práticas e os desafios diários da direção podem ser tão desgastantes quanto o crescimento pessoal. Don explicou que para os educadores maristas o derradeiro desafio de nossa liderança é deixar uma herança baseada no serviço permanente e vivificador.

O Ir. Ben Consigli, coordenador educacional das escolas maristas dos Estados Unidos, falou da empatia e da compaixão de são Marcelino Champagnat, fundador dos Irmãos Maristas. O Ir. Ben focalizou que as experiências acadêmicas de Marcelino foram significativas e difíceis. Estes desafios o ajudaram a formar a sua visão própria sobre a educação dos jovens.

Ao longo da sessão sobre a Liderança marista, alguns de nossos atuais diretores de estabelecimento abordaram diversos temas referentes à sua atividade, à frente de escolas maristas.
Organizada cada ano, desde 2005, a sessão sobre a Liderança marista é um fórum que pretende proporcionar aos dirigentes das escolas maristas um crescimento na compreensão do apelo a serem responsáveis pelas escolas católicas que seguem a tradição de são Marcelino Champagnat e dos Irmãos que ele fundou. O encontro deste ano foi um testemunho excelente da visão, do compromisso e da espiritualidade dos leigos ? homens e mulheres – e dos Irmãos maristas, que dirigem nossas escolas, nos Estados Unidos da América e na Irlanda.

ANTERIOR

Um coração apaixonado...

PRÓXIMO

Terça-feira, 6 de outubro...