28 de outubro de 2005 HAITI

Os jovens haitianos assumiram objetivos e modalidades de funcionamento

O movimento REMAR que nasceu na Colômbia em 1979, rapidamente atravessou a América Latina chegando à América Central, notadamente à Guatemala. Jovens irmãos haitianos, Gusnard e Frisnel, após seus estudos universitários e religiosos na Guatemala, alimentaram a idéia de implantar esse movimento no Haiti, e mais precisamente em Latibolière e em Dame- Marie (Grand-Anse).
De fato, em 11 de janeiro de 2004, em Latibolière, sob a direção do irmão Gusnard, dezenas de jovens sentaram-se para fixar os objetivos e modalidades de funcionamento desse grupo cristão.
Após haver bem planejado, e sobretudo estudado a estrutura e as exigências do grupo, eles fixaram encontros semanais (o domingo após a missa da paróquia). A partir daí, sentindo-se irmãos, começaram por escolher um núcleo dentro do próprio grupo para ser a sua equipe dirigente, inspirando-se no espírito do Padre Champagnat, para abrir os olhos às necessidades do meio ambiente.
Primeiramente, começaram por um trabalho pastoral de visita às pessoas doentes. Os jovens que fazem parte desse grupo ficaram muito impressionados com a situação econômica das pessoas do país. Existem também atividades sócio-culturais, tais como:
§ Animação do bairro
§ Organização ocasional do carnaval dos jovens
§ Organização da festa do dia das mães
§ Organização de atividades esportivas

Tudo isso para animar os jovens. É importante assinalar que, cada sábado, dezenas de jovens, animados de um zelo ardente e de boa vontade, armam-se de picaretas, facões, pás e carrinhos de mão para reparar e limpar, à sua maneira, os lugares mais difíceis das estradas. E tudo isso gratuitamente. O grupo Remar não somente lança propostas, mas que, surpreendentemente, age segundo suas possibilidade. Esses jovens merecem nosso encorajamento, coisa que não falta da parte dos usuários das estradas, dos paroquianos e dos Maristas.

ANTERIOR

A força da juventude é a estratégia venced...

PRÓXIMO

Irmãos mártires de Bugobe: optaram por fica...