9 de fevereiro de 2024 CASA GERAL

Terremoto de Aleppo: um ano depois

No dia 6 de fevereiro de 2024, a Secretaria de Solidariedade e a FMSI organizaram um evento intitulado “Terremoto de Aleppo: Um Ano Depois”. O evento teve como objetivo lançar luz sobre os desafios atuais enfrentados pela comunidade Maristas Azuis no apoio às crianças e famílias de Aleppo após o devastador terremoto de magnitude 7,8 que atingiu a Síria e a Turquia.

O objetivo era manter a consciência global sobre os desafios contínuos de Aleppo e renovar o apoio aos esforços pós-terremoto da comunidade Marista Azul. O convidado de honra foi Bahjat Azrie, Marista Azul e coordenador do programa SEEDS, em Aleppo, compartilhando ideias no Salão Champagnat na Casa Geral.

Participaram do evento o Conselho Geral, Irmãos e Colaboradores da Administração Geral e outros convidados. Ao mesmo tempo, mais de 120 participantes de 37 países aderiram online, incluindo Argentina, Austrália, Bangladesh, Bélgica, Brasil, Chade, Colômbia, Costa Rica, Fiji, França, Alemanha, Gana, Grécia, Guatemala, Haiti, Índia, Irlanda, Itália, Costa do Marfim, Líbano, Libéria, Madagáscar, Malawi, México, Nicarágua, Nigéria, Peru, Filipinas, Espanha, Suíça, Síria, Tanzânia, Uruguai, EUA, Venezuela, Vietname.

Ir. Ernesto Sánchez Barba, Superior Geral dos Irmãos Maristas, abriu o evento. Bahjat Azrie, Marista Azul e coordenador do programa SEEDS, em Aleppo, forneceu informações sobre os desafios atuais. Ir. Ángel Diego García Otaola, Diretor do Secretariado de Solidariedade dos Irmãos Maristas, encerrou o evento com uma oração.

Os participantes tiveram a oportunidade de refletir sobre a evolução da situação em Aleppo durante o ano passado.

Ir. Ernesto Sanchez, Superior Geral, expressou gratidão pela solidariedade global e apoio estendido a Aleppo, reconhecendo os esforços colaborativos das comunidades maristas em todo o mundo. Ele também expressou algumas palavras de condolências pela perda de Margo, a voluntária marista mais velha, que faleceu aos 92 anos.

Bahjat Azrie partilhou reflexões sobre o impacto do terremoto, enfatizando as consequências psicológicas e emocionais para o povo de Aleppo. Na sua apresentação, Ali, um menino de 12 anos de Aleppo, descreveu a sua experiência durante o terremoto, destacando sentimentos de choque e a transformação de lugares familiares em fontes de medo. A apresentação abordou os temas “Bloqueio”, “Rua” e “Rachaduras”, simbolizando reações psicológicas, apoio comunitário e as vulnerabilidades internas expostas pelo terremoto.

Ir. Ángel Diego, compartilhou uma transcrição da “Oração Ir. George Sabe” dos Maristas Azuis de Aleppo e pediu às pessoas que fizessem 1 minuto de silêncio.

A comunidade Marista Azul enfatizou a necessidade de uma solidariedade contínua e sustentável, não apenas no apoio material, mas também nos valores morais, humanos e maristas.

O evento destacou os projetos em curso em Aleppo, que abordam as necessidades imediatas da população afetada, incluindo distribuição de alimentos, apoio psicológico e formação em resiliência.

Concluindo, o evento “Terremoto de Aleppo: Um Ano Depois” serviu como plataforma para refletir, compartilhar experiências e renovar o compromisso da Família Global Marista de apoiar os esforços contínuos de recuperação e resiliência em Aleppo.

Fotos

ANTERIOR

Reunião da Equipe Europeia de Jovens Marista...

PRÓXIMO

Os maristas do Chile promovem uma campanha pa...