Os direitos da criança no Instituto

Nos últimos anos, a promoção e a defesa dos direitos da criança têm sido uma prioridade da missão do Instituto. Os apelos do XXI e XXII Capítulos Gerais incluem a defesa e a promoção dos Direitos da Criança. As duas Assembleias Internacionais de Missão apoiaram a ênfase colocada nos Direitos da Criança e apelaram para que as nossas instituições fossem lugares baseados nos princípios destes direitos. Isto significou um desenvolvimento da compreensão dos direitos da criança e de como defendê-los. Significa também que em nossas obras temos tentado assegurar que os direitos das crianças sejam respeitados, promovidos e protegidos.

Além disso, foi concedido à ONG do Instituto FMSI o status social perante as Nações Unidas, em Genebra, para que a Instituição possa defender o direito da criança através da participação na Revisão Periódica Universal (UPR).

Salvaguardar as crianças e os jovens é uma parte importante do respeito aos direitos das crianças. A Administração Geral realizou dois seminários sobre esta área para líderes de todo o Instituto: Manter as crianças seguras (2012) e Criar um ambiente seguro para as crianças (2016).

 

Abuso é uma antítese dos valores maristas

Outro passo importante foi a Declaração do XXII Capítulo Geral dos Irmãos Maristas às vítimas e aos sobreviventes de abuso:

“Qualquer forma de abuso é a antítese de nossos valores maristas, ofusca o verdadeiro propósito de nosso Instituto e representa uma traição aos nobres ideais de nosso fundador, São Marcelino Champagnat.”

O Instituto continua esse compromisso para com os direitos das crianças e trabalha para garantir que em todas as suas instituições os direitos das crianças sejam respeitados e promovidos.